Pular para o conteúdo
Início » Blog » Quem Pode Realizar Procedimentos Estéticos?

Quem Pode Realizar Procedimentos Estéticos?

    Quem Pode Realizar Procedimentos Estéticos? - Médicos - Dentistas - Biomédicos - Esteticistas - Procedimentos : Harmonização facial, cirurgia estética, cirurgia plástica, peeling de fenol, lipoaspiração, botox, clareamento dental, limpeza de pele, rinoplastia, etc. - Defesa de Médicos Dr. Alessandro Caldonazo, advogado especialista em Direito Médico e da Saúde em Campinas

    Entenda quais os profissionais da saúde que podem realizar procedimentos estéticos

    O mercado de procedimentos estéticos está em constante crescimento no Brasil, atraindo cada vez mais pessoas que desejam melhorar sua aparência e autoestima. Essa crescente demanda, por sua vez, gera dúvidas sobre quem está qualificado para realizar esses procedimentos com segurança e ética.

    1. Legislação Brasileira para o Procedimento Estético

    A legislação brasileira que regulamenta a realização de procedimentos estéticos é complexa e exige atenção especial dos profissionais da saúde. As principais leis que norteiam o tema são:

    • Lei nº 8.080/1990: Dispõe sobre o Sistema Único de Saúde (SUS) e define que os procedimentos estéticos não estão cobertos pelo sistema público de saúde.
    • Lei nº 12.514/2011: Estabelece normas sobre os serviços de saúde e define que os procedimentos estéticos devem ser realizados por profissionais legalmente habilitados.
    • Resolução CFM nº 1.975/2011: Define as normas éticas para a realização de procedimentos estéticos por médicos.
    • Resolução CFM nº 1.978/2012: Dispõe sobre a qualificação necessária para a realização de procedimentos estéticos por outros profissionais da saúde, como dentistas e biomédicos.

    2. Quem Pode Realizar Procedimento Estético?

    De acordo com a legislação brasileira e as normas do CFM, apenas os seguintes profissionais da saúde estão legalmente habilitados para realizar procedimento estético:

    2.1 Médicos:

    • Especialistas em Cirurgia Plástica: São os únicos profissionais habilitados para realizar cirurgias estéticas, como abdominoplastia, rinoplastia e lipoaspiração.
    • Médicos de outras especialidades: Podem realizar procedimentos estéticos não invasivos, como botox, preenchimento facial e peelings químicos, desde que sejam devidamente qualificados e tenham realizado cursos específicos na área.

    2.2 Dentistas:

    • Especialistas em Odontologia Estética: São os únicos profissionais habilitados para realizar procedimentos estéticos no sorriso, como clareamento dental, colocação de lentes de contato e aplicação de botox na região facial.
    • Dentistas de outras especialidades: Podem realizar alguns procedimentos estéticos simples, como remoção de tártaro e clareamento dental superficial, desde que sejam devidamente qualificados.

    2.3 Biomédicos:

    • Especialistas em Biomedicina Estética: São os únicos profissionais habilitados para realizar procedimentos estéticos não invasivos, como intradermoterapia, carboxiterapia e fotodepilação, desde que sejam devidamente qualificados e tenham realizado cursos específicos na área.

    2.4 Esteticistas:

    • Técnicos em Estética: Não estão legalmente habilitados para realizar procedimentos estéticos invasivos, como botox, preenchimento facial e peelings químicos. Entretanto, se pussírem curso de especialização, será permitido a aplicação de injetáveis por esteticistas.
    • Podem realizar procedimentos estéticos superficiais, como limpeza de pele, massagens faciais e aplicação de máscaras, desde que sejam devidamente qualificados e tenham realizado cursos específicos na área.

    3. Exemplos de Procedimentos Estéticos e Quem Pode Realizá-los:

    ProcedimentoProfissional Legalmente Habilitado
    Cirurgia Plástica (abdominoplastia, rinoplastia, lipoaspiração)Médico especialista em Cirurgia Plástica
    BotoxMédico especialista em Dermatologia, Cirurgia Plástica ou Medicina Estética
    Preenchimento facialMédico especialista em Dermatologia, Cirurgia Plástica ou Medicina Estética
    Peeling químicoMédico especialista em Dermatologia ou Medicina Estética e Esteticistas especialistas
    Harmonização FacialMédico especialista em Dermatologia ou Medicina Estética, Dentista especialista em Odontologia Estética e Esteticistas especialistas
    Clareamento dentalDentista especialista em Odontologia Estética
    Lentes de contato dentalDentista especialista em Odontologia Estética
    IntradermoterapiaBiomédico especialista em Biomedicina Estética
    CarboxiterapiaBiomédico especialista em Biomedicina Estética
    FotodepilaçãoBiomédico especialista em Biomedicina Estética
    Limpeza de peleEsteticista
    Massagem facialEsteticista
    Aplicação de máscarasEsteticista

    4. Importância da Qualificação e do Treinamento

    É fundamental que os profissionais da saúde que desejam realizar algum procedimento estético busquem qualificação e treinamento específicos na área. Isso garante que os procedimentos sejam realizados com segurança e eficácia, minimizando o risco de complicações.

    5. Consequências de Procedimento Estético Realizado por Profissionais Não Habilitados

    A realização de procedimento estético por profissionais não habilitados pode acarretar graves consequências, tanto para o paciente quanto para o profissional da saúde.

    • Para o Paciente: Infecções, reações alérgicas, danos permanentes na face ou corpo, sequelas psicológicas.
    • Para o Profissional da Saúde: Processos judiciais por erro médico, autuações pelos Conselhos Regionais de Medicina (CRMs), danos à reputação profissional.

    6. O Papel do Advogado Especialista em Direito Médico e da Saúde:

    Infelizmente, casos de procedimentos estéticos realizados por profissionais não habilitados, resultando em danos aos pacientes, não são incomuns. Nesses casos, um advogado especialista em Direito Médico e da Saúde desempenha um papel fundamental na defesa dos médicos e demais profissionais da saúde envolvidos.

    O advogado especialista pode auxiliar o médico das seguintes maneiras:

    • Análise do Caso: Avaliar se o procedimento estético foi realizado em conformidade com a legislação e as normas do CFM.
    • Orientação Jurídica: Fornecer ao médico informações sobre seus direitos e deveres, bem como as possíveis consequências jurídicas do caso.
    • Elaboração de Defesa: Elaborar uma defesa sólida baseada na legislação e nas normas do CFM, podendo incluir a comprovação da qualificação do médico para o procedimento realizado.
    • Representação em Processo Judicial: Representar o médico em processos judiciais movidos por pacientes que sofreram danos em decorrência de procedimentos estéticos.
    • Negociação de Acordo: Buscar uma solução extrajudicial, por meio de acordo, sempre que possível.

    7.Conclusão

    A realização de procedimentos estéticos por profissionais legalmente habilitados e devidamente qualificados é essencial para garantir a segurança dos pacientes e o bom exercício da profissão pelos médicos e demais profissionais da saúde. O conhecimento da legislação e das normas do CFM é fundamental para evitar problemas jurídicos.

    Ter uma assessoria jurídica especializada é essencial para te proteger nos momentos cruciais que podem custar, infelizmente, sua carreira!
    • Postagens Recentes na Página :
    Bioética Médica: Uma jornada através do Dilema Moral - Dilema de Autonomia - Dilema de Beneficência - Dilema de Justiça - Princípios da Bioética - Dr. Alessandro Caldonazo, Advogado especialista em Defesa Médica e Direito Médico e da Saúde - Local: Campinas, SP
    Bioética Médica: Uma Jornada Através do Dilema Moral

    A bioética médica surge como um farol que ilumina a tempestuosa relação entre o profissional de saúd…

    Dano estético em cirurgias estéticas - Cirurgia Plástica - Harmonização Facial - Tipos de Danos - Requisitos para sua caracterização - Medidas para minimizar riscos - Dr. Alessandro Caldonazo, advogado especialista em defesa médica
    Dano Estético: Uma Abordagem Detalhada para Médicos

    Dano Estético em Cirurgia Estética: Uma Abordagem Detalhada para Médicos O dano estético, uma conseq…

    Violação do Sigilo Médico Definições, Abrangência e Limitações do Sigilo profissional Consequências e Tipos de Violações - Dr. Alessandro Caldonazo, Advogado especialista em Direito Médico e da Saúde em Campinas - SP
    Violação do Sigilo Médico

    Violação do Sigilo Médico: Desvendando os Riscos e Responsabilidades O sigilo profissional, tam…

    Precisa de ajuda?